10 de maio de 2008

Vinho Novo??? Odres Novos!!!

“...nem se põe vinho novo em vasilha de couro velha; se o fizer, a vasilha rebentará, o vinho se derramará e a vasilha se estragará. Ao contrário, põe-se vinho novo em vasilha de couro nova; e ambos se conservam” Mateus 9:17.

Você já teve uma idéia brilhante?
Uma idéia nova?
Um ensino mais profundo, e não superficial como o de hoje?

Se sua resposta foi sim, temos certeza que você esbarrou em alguém. Temos certeza que alguém já lhe disse a seguinte frase: “Isso é inovação, isso é pecado, ou ainda, isso não está de acordo com a visão desta igreja”. E assim por diante.... Muitas frases se ouvem nessas situações.

Pois é, Jesus enfrentou a mesma oposição por parte dos fariseus. O ensino que Cristo trouxe era uma novidade que não poderia ser vivida nas formas antigas da lei. E por isso Ele foi questionado sobre seu modo de viver e ensinar; especificamente sobre o jejum dos seus discípulos.

Jesus simplesmente respondeu a esse questionamento com a parábola do vinho novo em odres velhos. Naquela época os odres (recipientes) eram feitos de pele de cabras. À medida que o suco de uvas frescas fermentava, o vinho se expandia, e os odres novos se esticavam. Mas um odre velho não suportava vinho novo, ele esticava (devido à fermentação) e estourava.

Entendeu por que é tão difícil novas idéias se expandirem? Essas idéias são como vinho novo! E muitos líderes são como odres velhos. Não podemos derramar de uma só vez todo o vinho novo. Isso iria romper drasticamente esses “odres velhos”.

Isso apenas pede a nós jovens um pouco mais de paciência. Odres novos estão surgindo, onde o vinho novo poderá ser derramado sem medida. Não podemos parar de maneira alguma o derramar do vinho novo. Sabemos que na época de Cristo os religiosos não aceitavam seu ensino “diferente”. E é evidente que os religiosos de hoje também não aceitarão.

Mas Ele desistiu? Não! Ele cria que o Pai havia lhe enviado e foi até o fim.

Prossigamos e edificados sejamos!

16 comentários:

Vitor Hugo da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Rodrigo e Elinéias Fabrício disse...

Olá Vitor,

Entendemos perfeitamente seu posicionamento. Nós apenas não fomos tão claros no texto, ou você mesmo não entendeu bem, mas nós queremos nos referir as questões teológicas e doutrinárias. O que Cristo apresentou na sua época era muito chocante. A doutrina de Cristo surpreendia os religiosos.

Concordamos que muitas inovações nunca farão bem à igreja. Mas não queremos entrar nestas questões musicais e tal...

A questão principal é: de como estamos interpretando hoje a Bíblia. E como essa má interpretação acaba "barrando" boas idéias de crescimento do Reino de Deus.

Você sabe sabe perfeitamente que muitas coisas são proibidas em nome apenas de um tradicionalismo barato.

Nós não estamos pedindo funk nas igrejas e nem mesmo ministros de louvor andando "de quatro" nos púlpitos. Nós apenas queremos que a verdadeira palavra seja aceita. E todos nós sabemos que hoje a Bíblia é suplantanda em nome desse "tradicionalismo". Quantas denominações colocam seus dogmas acima da própria palavra??? Isso realmente é que precisa mudar.

Vitor Hugo da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elinéias Fabrício disse...

Obrigado amigo,

Nossa ênfase foi no ensino de Cristo. O ensino dEle era diferente. Ele não ensina como os escribas e fariseus, não é mesmo?

É desse ensino que precisamos retomar em nossas igrejas.

Grande abr~ço

Rodrigo de Aquino disse...

Olha, desculpe meu pessimismo, nao estou num bom dia, mas nao acredito que nossa teologia pentecostal, que é tapada em muitos aspectos, basta ler nossas lições da EBD, vai mudar tao cedo.

nossa igreja nasceu assim, e vai "subir" assim...nos jovens ou aceitamos, ou caimos fora, nao temos como fugir disso pois nascemos dentro desse contexto, somos fruto desse sistema e somos programados para ser assim, nao funcionô como deve, é deletado, e esse delete começa com seis meses sem a Ceia do Senhor...

como diz a canção:
"Quando nascemos fomos programados
A receber o que vocês
Nos empurraram com os enlatados (teologia)
Dos U.S.A., de nove as seis.

Desde pequenos nós comemos lixo (tradicionalismo*)Comercial e industrial
Mas agora chegou nossa vez
Vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês" (essa última parte ilusão.....)
Geração Coca-cola/Legião Urbana
Composição: Renato Russo / Fê Lemos

_________
* nao devemos confundir tradição com tradicionalismo, pois tradição é a fé viva dos que morreram e tradicionalismo é a fé morta dos que vivem (W. Wiese)

paz a todos os formatados

Rodrigo

Thiago Rodrigo e Elinéias Fabrício disse...

Bibo,

concordo que nossa teologia pentecostal não é nada convincente. Nunca sai do leitinho para um alimento mais sólido.

A única coisa que não concordo é sobre o aceitar ou cair fora. Se nós cairmos fora, quem vai reformar essa bagunça? O Vitor Hugo??? Rsrsrsrsrsrs.....

Bibo eu até fui programado pra viver nesse sistema. Mas felizmente "alguém" me desprogramou. E até agora não aprendi a me conformar com esse sistema.

Talez um dia eu aceite. Seria até bom aceitar, isso evitaria falatórios vãos.

Abraço.

Vitor Hugo da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Rodrigo e Elinéias Fabrício disse...

Um resposta de "reformadores", para "conservadores". rsrrssrs

Senhor Pentecostalíssimo Irmão Vitor Hugo da Silva.

Nós Thiago Rodrigo, e Elinéias Fabricio, escravos de Cristo. Brincamos daquela maneira "Ofensiva", ou "Brusca", porque deduzimos, devido aos seus texto e argumentos, que você não tem o perfil de um reformador, e sim de um conservador(nada contra o conservadorismo), só achamos que ele não leva a lugar algum.

T.R.Nitsche e Elinéias Fabrício

Vitor Hugo da Silva disse...

Tiago e Elinéias!

O que é ser conservador para vocês?

É pelo fato de eu não concordar com a definição de graça por Brennan Manning? Ou, é pelo fato de não gostar de rap gospel, pagode gospel etc? Ou, é pelo fato de eu não bater de frente com nossas autoridades, mesmo não concordando com suas posições? Desafio a você dois, a acharem em algum texto meu, uma pequena parte que me deflagre como sendo conservador. Por favor tentem! Se vocês acham que meus textos são conservadores, por favor leiam este texto de Charles Spurgeon, um REFORMADO, a respeito dos entretenimentos em nossas igrejas. Seu texto está mais para conservador, que para reformado, segue o link: http://www.igrejabatistadotirol.com.br/artigo/ler.asp?cod=154

Não gosto de ser taxada de reformado, nem de conservador, mas sim, de cristão. Pois, é isto que sou. Por mais que você achem isto, no céu vocês terão que passar a eternidade do lado de conservadores e pentecostalíssimos!!

Mas proponho o desafio. Achem algo que me deflagre como sendo conservador em meus textos. Aliás, ser reformado não tem nada haver com oposição a tudo e a todos, principalmente ao pentecostalismo. Ser reformado não tem nada a haver com Brennan Manning.

abraços do pentecostalíssissississimo Vitor Hugo!

Vitor Hugo da Silva disse...

Aconselho a leitura: http://tempora-mores.blogspot.com/2007/08/dez-motivos-pelos-quais-pastores.html

É do reformado Dr. Augustus Nicodemus. Ótimo texto.

Rodrigo de Aquino disse...

Caros Blogueiros,

acredito ser esse um espaço de democratização das idéias e não de sentenças sobre pessoas e suas posições dogmáticas, vamos nos respeitar e dialogar com sabedoria, quando não tivermos o que falar, vamos nos calar...teologia é coisa séria!

Thiago, vc acha que foi desprogramado, essa liberdade é uma ilusão criada por aqueles que tem poder. Eles até permitem a reflexão e discussão, mas elas ficam no campo das idéias e de lá nao saiem. Nós até podemos bancar os desplugados/desprogramados/reformados, mas no fundo não passamos de uma bando de tele-guiados. o filósofo Michel Foucault explica um pouco sobre isso, e antes dele o sociólogo Durkheim.

quem sabe haja uma esperança e quem sabe a nova geração possa fazer alguma coisa...

Rodrigo

Thiago Rodrigo e Elinéias Fabrício disse...

Vitor!!!
É notório em seus textos "aqui na discussão" e "não fora dela", que vc tem muito "medo" de que "A igreja perca sua identidade". E demonstra sim um alto nível de Conservadorismo, tradicionalismo, e um auto nível de defesa de sua(nossa) denominação.

Esquecendo que perdemos a identidade como igreja há muito tempo.

Em nenhum momento falei de Funk Gospel engraçadinho, mas você citou, em nenhum momento falei em pagode alegre gospel, e você insistiu nisso. O porquê? Só Deus sabe.

Diz a bíblia que a boca fala do que cheio esta o coração. Mas enfim deixa esse medo com você e Deus.rsrsrsrrs

Sabe desde o primeiro texto falamos sobre A PALAVRA QUE JESUS PREGOU, e não foi aceita pelos FARISEUS da época, uma palvra diferente, profunda e realmente de edificação, e criticamos a superficialidade, que invadiu nossos pulpitos e tornou aqueles famosos "ansiãos" em PESSOAS QUE NÂO ACEITAM OUTRA FORMA DE SE PREGAR OU PROPAGAR O EVANGELHO DA GRAÇA.

Vitor foi esta frase abaixo que fez com que você fosse visto como conservador:

"está parecendo mais com um comíssio de esquerdistas que estão esperando o toque final para dominar a área."

Na minha opnião amigo, Jesus foi visto da mesma forma, por criticar a superficialidade e a hipocrisia de seu tempo, é possível conjecturar os Fariseus e Saduceus da época chamando Jesus de "esquerdista", porque na minha opinião ele "Era sim um esquerdista para aquele bando de Hipócritas".


E eu e o elinéias não vamos parar enquanto toda a superficialidade de nossas igrejas não parar, e a manipulaçaõ de massas, desvio de muito dinheiro, bodes com o poder pisando em ovelhas que ja andam cansadas de apanhar de gente que não tem boa índole.

Deus nos dê graça.

Para entender o chamado de graça que o pai nos fez.

T.R. Nitsche

Vitor Hugo da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo de Aquino disse...

encerrando minha participação nesse embate estéril, questiono a seguinte tese de Thiago:

"Esquecendo que perdemos a identidade como igreja há muito tempo."

Olha, igreja sou "eu" neotestamentáriamente falando, e não uma instituição. "eu" tenho identidade em Cristo.
e outra, qdo a "igreja" (no sentido empregado pelo Thiago) perdeu sua identidade? pq uma olhada na História da Igreja é suficiente para perceber que a "igreja" sempre teve problemas de hipocrisia, nepotismo, etc.

abraços aos que ficarem, quem sair por último apague a luz...

Rodrigo

Thiago Rodrigo e Elinéias Fabrício disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Rodrigo e Elinéias Fabrício disse...

Bibo seu "MOTHER".

Eu sei que Igreja sou "EU", nasci em Deus em meio a um povo que muito pregava isso.
Mas eu estava me referindo a instituições derrubadas na maioria das vezes que pregam estar fazendo absolutamente tudo o que fazem em nome de "Deus".

Mas apagando a luz:

saibam que

Brennan Manning é fantástico, e fala do amor de Deus como ninguém.

Tu é sim Conservador Dr. Vitor Hugo.(rsrsrs) brincadeira.(rsrrssr)

E observando deste ponto de vista bibo, então nós precisamos ser reformados pelo Espírito Santo, eu em primeiro lugar e depois, todos os nossos amados irmãos.


Abraçosss...


a todossss...


T.R.Nitsche